Anuncie

Bolsonaro recua em fusão de Meio Ambiente e Agricultura

Adicionar aos favoritos
01 novembro, 2018 Por Redação

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) declarou que, "pelo que tudo indica", os ministérios do Meio Ambiente e Agricultura permanecerão separados, e que a pasta ambiental será comandada por alguém que não seja "xiita" na defesa do ambiente.

A declaração foi dada nesta quinta (1º) em entrevista a televisões católicas.

"O Brasil é o país que mais protege o meio ambiente", diz o presidente. "Nós pretendemos proteger o meio ambiente, sim, mas não criar dificuldades para o progresso."

Bolsonaro afirma que a ideia da fusão foi discutida e que possivelmente será modificada. "Serão dois ministérios distintos, mas com uma pessoa voltada para a defesa do meio ambiente sem o caráter xiita, como feito nos últimos governos", diz. Com informações da Folhapress.

Escrito por

Redação

Redação O País


O País TV

DESAFIO DA RIQUEZA 3º DIA: Quem chorar mais, vence!

Dr. Barakat: Açúcar é droga e ninguém te aponta o dedo. Trigo também.

O que você precisa saber sobre o ciclo da depressão http://bit.ly/terapiaEurekk

"Esquerdopatia" é debatida no Escola sem Partido

Artigos Recentes

Senadores gastaram R$ 21 milhões da Cota Parlamentar em 2018

Senadores gastaram R$ 21 milhões da Cota Parlamentar em 2018

em Política

Segundo a Ceaps, o dinheiro serve para comprar gasolina e passagens aéreas, alugar imóveis, contratar segurança particular e gastos com alimentação

janeiro 18, 2019 Por Kennedy Medeiros

Mourão sobre pedido de Flávio Bolsonaro: 'Vou aguardar esclarecer'

Mourão sobre pedido de Flávio Bolsonaro: 'Vou aguardar esclarecer'

em Política

Vice-presidente se prepara para assumir o Planalto interinamente na próxima semana

janeiro 18, 2019 Por Kennedy Medeiros

Ministro diz que pedidos como o de Flávio Bolsonaro vão para o 'lixo'

Ministro diz que pedidos como o de Flávio Bolsonaro vão para o 'lixo'

em Política

Marco Aurélio Mello, relator do caso envolvendo o filho do presidente, diz que vai assinar a decisão em 1º de fevereiro

janeiro 18, 2019 Por Kennedy Medeiros

Seguro-desemprego é reajustado em 3,43%; parcela será R$ 1,7 mil

Seguro-desemprego é reajustado em 3,43%; parcela será R$ 1,7 mil

em Economia

Os novos valores serão pagos para as parcelas emitidas a partir de 11 de janeiro e para os novos benefícios

janeiro 18, 2019 Por Kennedy Medeiros

Anuncie