Vendas no comércio recuam 0,6% em maio, diz IBGE


O volume de vendas do varejo brasileiro recuou 0,6% em maio na comparação com abril, praticamente descontando o avanço de 0,7% registrado naquele mês, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (12).

Em relação a maio de 2017, o setor avançou 2,7%. No ano, acumula alta de 3,2%.

A expectativa em pesquisa da agência Reuters era de baixa de 1,2% na comparação mensal e de avanço de 2,15% sobre um ano antes.

Seis das oito atividades pesquisadas pelo IBGE caíram no mês. Os recuos mais intensos foram observados em livros, jornais, revistas e papelarias (-6,7%) e combustíveis e lubrificantes (-6,1%).

Artigos de uso pessoal e doméstico registraram estabilidade.

O setor de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com expansão de 0,6% na base mensal e de 8% no volume anual, foi a atividade que exerceu o maior impacto positivo no desempenho global do varejo.

Segundo o IBGE, esse segmento foi o menos afetado pela paralisação de caminhoneiros, devido, em grande parte, pela comercialização de itens de necessidade básica.

A paralisação de caminhoneiros começou dia 21 de maio e durou 11 dias. Bloqueios em estradas do país levaram ao desabastecimento de alimentos e combustíveis.

"A manutenção da massa de rendimentos reais habitualmente recebida e a redução sistemática da inflação de alimentação no domicílio são fatores que vêm sustentando o desempenho positivo do setor", disse o instituto. Com informações da Folhapress.

12 jul 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Bolsonaro mantém ministro de Temer na CGU

Bolsonaro mantém ministro de Temer na CGU

em Política

Confirmação foi feita pelo Twitter, logo após o desembarque do futuro presidente em Brasília

Ortopedista, deputado do DEM será ministro da Saúde de Bolsonaro

Ortopedista, deputado do DEM será ministro da Saúde de Bolsonaro

em Política

O nome de Mandetta foi defendido por grupos próximos a Bolsonaro

Moro confirma Maurício Valeixo como novo diretor-geral da PF

Moro confirma Maurício Valeixo como novo diretor-geral da PF

em Política

Valeixo já foi o número três da hierarquia geral do órgão

Paulo Guedes quer criar Secretaria de Privatizações

Paulo Guedes quer criar Secretaria de Privatizações

em Economia

Acelerar a venda de ativos para pagar a dívida do Brasil é uma das prioridades do governo Bolsonaro

Anuncie